quarta-feira, 8 de abril de 2009

Divagações sobre adotar um gatinho

Hoje, lendo o boletim do AUG, me emocionei com tantas histórias; umas tristes, outras alegres todas envolvendo gente e a vontade de mudar conceitos ou pré-conceitos, de fazer diferença em um mundo onde as pessoas estam cada vez mais insensíveis.
Preocupou-me saber que o abrigo deles será fechado, por outro lado concordo que lugar de gato/cachorro é com uma família que os respeite e cuide.
Então porque não adotar um dos encalhadinhos? Porque são arredios não é uma desculpa aceitável.
Acredito que confiança se conquiste com convivência, com respeito, com amor. E uma vez conquistada a recompensa vem em forma de amor incondicional, esse que não vê raça, idade, cor.
Amor por amor, porque amar faz bem a nossa alma, essa que às vezes se esconde dos olhares por medo de arriscar-se, medo de crítica, de rejeição.
Um Anjo de quatro patas, jamais nos rejeita ou nos cobra algo que ainda não aprendemos a dar tão completamente, ama tão somente.
Fica aqui o apelo, quem puder adotar ou ser lar temporário dê uma passadinha pelo site do AUG , os Anjos que vivem lá agradecem com muito amor.

5 comentários:

Marianne disse...

É, essa situação do Adote um Gatinho realmente está difícil. Espero de coração que elas consigam logo doar esses gatos ou, pelo menos, lares temporários. Tomara que as pessoas que estejam agora procurando um gatinho se sensibilizem com essa situação e escolha um dos gatinhos do abrigo. Que todos vejam a história da Milela e se inspirem!

Felina disse...

sabe Ana tb penso dessa forma, amor não escolhe forma, cor, idade, nada, mas infelizmente numa sociedade que possui tantas crianças pra adoção que fogem do esterótipo que as pessoas sonham, branca, olho azul e menina, sem imrãos, uma realiadde inexistente nos abrigos, imagina o que eles não pensam em relação a adotação de animais? ainad bem que nem todos são assim, ainda existem algumas almas realmente boas, que acreditam no amor incondicional, talvez ainda haja esperança nesse mundo.

Nana disse...

Oi Ana:
Também me dói o coração saber da situação dos gatinhos da AUG!!! Espero que algo de milagroso aconteca!!
Vc me disse q acorda mais cedo para brincar com a Peta... rs Tem louco prá tudo né? Eu tbém acordo mais cedo para poder ficar de chamego com os meus gatos na cama, outro dia acordei atrasada e saí voando de casa, mas com dor no coração pq não tinha feito carinho neles.. kkkk
Espero que vc não se importe se eu copiar o modelo da Rifa... tá tudo atrasado pq estou sem pc ainda...afff
Bjs e bom resto de semana!!

Louca dos Gatos disse...

ana, sou lar temporário de 4 piludinhos e voluntária do aug. lá por casa, já passaram 10 gatos: pepa, michelin, branca, shiva e foguinho [todos adotados], + rita [arisca], belle, petuti e giovanna [esperando adoção] e a minha filha pepita, que ficou um tempo como temporária, mas me adotou. o que eu posso falar é que vale a pena para todas as partes envolvidas. é uma sensação maravilhosa. a cada formulário que recebo de adoção, até a entrega do gatinho, a emoção é demais, muita felicidade! sobre o abrigo, olha, nenhum animal merece abrigo. por melhor que seja. eles fica sem muito contato humano, acabam se tornando arisquinhos mesmo. espero que apareçam lares temporários e boas adoções para que estes pitocos tenham um final feliz.

Elaine disse...

Olá!
Ana, que pena que ainda não tenhamos a compreensão exata do bem que um bichinho faz à nossa vida!
Se as pessoas soubessem que Deus confiou cada uma destas criaturinhas aos nossos cuidados e que ao abandonar e maltratar estamos entristecendo o Criador...
Tomara que esses pequenos encontrem uma alma digna deles.
Beijos.
Ah, as flores ficaram bonitas mesmo,muito obrigada pelo elogio. Amo girassóis, e acabei de plantar alguns no quintal de casa.