terça-feira, 5 de julho de 2011

Sexta-feira funesta




Sexta passada (01/07) precisei fazer uma ultrassonagrafia, fui ao um laboratório de imagem recomendado pelo meu médico cirurgião, pois este tinha total confiança nos profissionais que lá trabalhavam.

Tinha uma certa urgência neste exame e ao tentar agendá-lo já houve um certo descaso da pessoa que me atendeu ao telefone.

Um dia antes me ligaram remarcando para a última sexta (lembrem-se que avisei sobre a urgência no pedido). Na sexta-feira, saí do trabalho mais cedo (bem mais cedo) e fui ao laboratório para o dito exame, cheguei com 15 minutos de antecedência, e fui muito mal atendida pelas recepcionistas que conversavam entre si sem dar a mínima atenção aos pacientes.

Passados 40 minutos, questionei o porque do atraso, visto que não fui informada ao chegar. Me avisaram que o médico havia chegado com 30 minutos de atraso, informei então que tinha um horário agendado com meu médico do outro lado da cidade e perguntei se daria tempo o que me responderam agressivamente que sim.

Minha vontade era naquele momento ter pedido o dinheiro que havia pago de volta e ido embora; fiquei porém porque mulher quando encuca com algo melhor tirar a prova e eu realmente precisava do exame.

A demora em me atenderem fez com que começasse a reparar na sala de espera e fiquei pasma como aquilo estava sujo, detalhe havia 4 pessoas na recepção fazendo absolutamente nada e aquela sala imunda, do médico que me atendeu não tenho reclamações porém das pessoas que trabalham com ele ou para ele tenho todas as ressalvas do mundo.

Saindo de lá e ainda precisando cruzar a cidade, chamei um táxi e o que seria uma espera de apenas dez minutos virou uma novela de 50 minutos. Neste tempo presenciei o atropelamento de um casal de teque-teque.

O feliz casalzinho voava baixo e brincavam quando bateram no pára-brisas de um carro que trafegava pela rua, quando percebi e quis ir buscá-los na rua o trânsito se tornou pesado e não houve como resgatar os pequenos, que vieram a morrer amassados na minha frente, chorei de raiva e frustação...

A única coisa boa deste dia foi que meu exame estava normal, mas ficou a raiva pelo descaso e mal atendimento vindo de pessoas que deveriam ser gentis com as outras e a impotência de não ter conseguido salvar os pássaros.


4 comentários:

Andrea Sassaki disse...

Oi Aninhaaaaaaaaa!!!!! Putz, que falar sobre atendimentos?? Aqui, quando fiquei mal, lembra-se?? Tive que passar por 5 médicos e nenhum me diagnosticou correto.....foi o cara do raio-x que viu o meu problema. Sem contar que eu lá super mal e as enfermeiras nem olhavam na minha cara!!! Raiva!! Hoje, nem posso pensar em passar pelo PA, que começo a ter ânsia de vômito, acredita???
Ninguém tá nem aí!!! Isso é fato!
Fiquei com dó dos passarinhos......droga!
Mas, deu tudo certo, né??? Me conta depois????
E seus filhos?? Manda beijos??
E outros milhões para você, amada.
PS. A Coockie, ficou Aninha mesmo. Você fica chateada???

Louca dos Gatos disse...

nada pior que ser mal atendida. vc paga por um serviço e te tratam como se estivessem fazendo um favor. é pedir demais que as pessoas façam o que elas são pagas para fazer?

Milene disse...

Educação, cortesia e competência deveriam ser pré requisitos básicos no dia a dia de qualquer um. Mas não, sempre tem alguns sem graça nenhuma por aí que ainda acham que ser descortês é normal.
Morri de pena dos pássaros, tão triste.
Que bom que deu tudo certo nos teus exames.
Desejo pra ti uma sexta feira bem feliz.
Bjocas

Gisa disse...

Falta de educação e gentileza são inadmissíveis em qualquer situação, mas quando lidam com saúde então... Aqueles que lidam com pessoas fragilizadas pelos seus problemas de saúde, deveriam ter um mínimo de sensibilidade!
Vou registrar aqui uma exceção, que deveria ser regra: minha irmã operou-se de um câncer e está fazendo quimioterapia e está encantada com o carinho com que são tratados os pacientes no Setor de Oncologia, não só pelos médicos, como pelos enfermeiros e atendentes.
Fico muuuito feliz que tudo esteja bem com tua saúde e imagino tua tristeza e impotência em não conseguir salvar os passarinhos...
Beijo grande para ti e teus anjogatos