segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Vergonha de ser humana...


Mr. Magoo



Um gato todo amarelo, grande, jovem

Ele ia andando pela rua, encostado na calçada para se guiar porque não via para onde estava indo

Um gato coberto de sarna e com as pálpebras fortemente fechadas

Mr. Magoo foi examinado pela veterinária e medicado pra sarna. Estava com muita fome mas não está magro nem desidratado.

As pálpebras, que ficam fechadas o tempo todo, foram abertas delicadamente

Onde estão seus olhos?

Não sabemos

Nunca saberemos
Não consigo parar de pensar na dor
Não sei se algum dia vou esquecer a imagem daquele gato amarelo andando encostado na guia da calçada


Por favor, não me chamem de humana. Hoje, mais do que nunca, tenho vergonha disso


(Postado no Facebook em 03/09/2011 – pela Patrícia do Cats of Necropolis)

Vergonha de ser humana...

Somos a única raça capaz de sendo um ser racional, abandonar a própria cria, de nos divertirmos com o sofrimento dos seres “irracionais” e ainda pagar por isso.
“Humanos” capazes de levarmos nossa crueldade ao limite de uma tosca criatividade e extrapolarmos muito o limite da própria crueldade, e ainda hipocritamente nos assustarmos com o Holocausto.
Pior nos escondemos e colocamos a culpa em Deus e questionamos onde Ele estava quando essas coisas aconteceram.
A pergunta deveria ser onde estavam esses Pais e essas Mães, que fecharam os olhos a falta de amor de seus filhos pelo próximo, que deixaram de incutir a eles uma grande dose de responsabilidade e respeito pelo Vida.
Lembro-me de meu primeiro gato o Chano, resgatado de um campinho de futebol quanto eu tinha apenas seis anos e lembro da minha Mãe dizendo que se eu quisesse ficar com ele teria que cuidar, dar comida, verificar a água porque ela não teria como acrescentar mais essa responsabilidade ao seu dia-a-dia já tão atribulado.
E eu na minha inocência infantil aceitei me responsabilizar por aquela vidinha e aprendi com aquele gato e com a atitude de minha Mãe a respeitar os limites, as diferenças, o meu próximo seja ele racional ou não, embora ultimamente ande, com raras excessões preferindo em muito os “Seres Irracionais” porque dos humanos ando me envergonhando bastante.
Em tempo se alguém puder ajudar a Patrícia do Cats of Necropolis ou outro Humano Anjo iluminado desses que não medem esforços para ajudar os animais, não se omitam pois uma pequena ajuda somada a outras fica enorme do tamanho do coração desses Anjos.

7 comentários:

Milene disse...

Ana, é uma vergonha, é triste... Não consigo entender... Quando faço carinho na Mina, ou em algum animalzinho que encontro, me sinto tão feliz por ver a confiança que aquele bichinho depositou em mim pra me deixar chegar tão perto e acaricia-lo.
Sinto nojo, repulsa mesmo por quem usa essa confiança e inocência para maltratar. Ontem mesmo assisti na tv o desenrolar do caso do cãozinho Burne, que foi queimado com óleo fervente e abandonado para morrer.
Graças a dedicação de quem o encontrou e do veterinário que o tratou ele está se recuperando. A doçura desse cãozinho é tão grande quanto a crueldade que sofreu.
Que vergonha.

Gisa disse...

Eu acho que seres assim não podem ser chamados de "humanos". O dia em que acreditarmos que são a maioria, que representam nossa espécie, perderemos o gosto pela vida. Temos que pensar que são uma minoria, que precisa ser punida, extirpada, para que atos assim não se repitam. O problema maior neste caminho são os que se omitem: autoridades, legisladores, justiça. Li em um blog de um grupo de proteção animal aqui de Rio Grande, uma história assustadora, de um menor que tortura e mata animais. Apesar das denúncias, os órgãos responsáveis nada fazem; alegam que só poderiam tomar alguma atitude se houvesse um flagrante, testemunhos não bastam. Eu pergunto e, aliás, lhes foi indagado pela denunciate: como conseguir que deem um flagrante desses? Dói demais cada caso de crueldade; dói demais o descaso. Beijos

GRAÇA disse...

É revoltante !graças a Deus cá não temos casos "por enquanto" tão monstruosos, essas pessoas são piores que animais pois a maioria dos animais se protegem uns aos outros
A Gisa conta o caso de um menor e eu pergunto aos pais dessa criança e aos governantes ,estão a deixar crescer um mostro hoje são animais amanhã talvez seja um deles, como há crianças que já nascem com tão maus sentimentos e ninguém toma providencias, que homem sairá dai.....um monstro só pode ser!
Turrinhas da Kika e beijinhos para esses seres que sofrem sem ter feito mal ninguém...
Kika e Graça

Andrea Sassaki disse...

Só vergonha??? Queria ter nascido em outro planeta!
Pelamor de Deus!!!
O que faz o homem ser tão mau?? O que os bichinhos fazem de tão ruim???
Ai Anjo-mãe, que mundo estamos????

Claudia disse...

Passei por aqui ontem e não consegui deixar comentário.
Estou tendo a mesma dificuldade que vc.

É pra ficarmos envergonhados mesmo por sermos humanos. Não sei como alguém consegue fazer uma maldade dessa num animal inocente e colocar a cabeça no travesseiro e dormir.
Que tristeza!
bj

eva disse...

também morro de vergonha e tristeza. Como podem mal tratar qualquer ser vivo? Queria que houvesse mais respeito e amor.

Angelique disse...

Vi as fotos do maggo ontem. ele está maravilhoso0. Os olhos são verde cana...ele nem parece o mesmo. Está praticamente curado e logo terá um lar maravilhoso. Beijos