quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Ajudando o Time do Tigor a divulgar


2 carinhos por dia no Natham

Quando Deus criou o gato, ele determinou que seriam criaturas amadas, afetuosas, belas, dignas de serem afofadas por horas a fim.
Dentre os gatos, Deus separou os frajolas. Ah, estes sim são um caso a parte. Você não teve um gato até ser amado por um petibanco. Sua existência na terra não teve experiência de afeto até um deles amassar pãozinho na sua barriga.
É diferente. Não dá para explicar. Eles têm uma tranquilidade, e ao mesmo tempo um afeto todo próprio, sem limites, sem preferências por um humano ou outro. Os frajolas são o "favorito de todo mundo", o "relações públicas" de uma casa. Não tem tempo ruim para eles.
Acontece que o Natham ainda não achou a dele.
Ele está abrigado / escondido num banheirinho semi-construído, no prédio de uma senhora, desde que nasceu. Ali ele não sofre maldades e recebe comida.
Afeto, só duas vezes por dia, quando a sua salvadora sai para o trabalho, e, na volta, após um dia cheio.
Para um frajola, isso não serve. Ele precisa ser parte de uma família. Ele precisa de mais do que 2 segundos de carinho na orelha de manhã, 2 segundos de carinho na orelha de tarde, 4 paredes e um chão de cimento.
Hora dessas, vai morrer de desgosto.
O Natham precisa ter a oportunidade de encantar, como só os frajolas sabem fazer. Enquanto isso, ele passa o dia aguardando um afago, num banheirinho gelado. Como deve ser passar o dia esperando para ganhar um carinho, por alguém aparecer?Ele tem 6 meses e está castrado.
Contatos com raquelpxr@yahoo.com.br
Quem puder, pode divulgar por e-mail, blogs, sinal de fumaça...
Grande abraço,
O Time do Tigor

5 comentários:

Nana disse...

Que frajolinha mais lindo!!
Nenhum gato merece tão pouco... espero que ele logo encontre alguém que o amasse mto!!
Bjs

Gisa disse...

Frajolinhas são tudo isto que a mensagem diz; tenho dois que são uns encantos e adoram receber e dar carinho. Que vida triste tem esse menino lindo... Estou rascunhando um post em que aparece exatamente um dos meus frajolinhas; vou incluir uma nota sobre o Natham; moro longe, mas quem sabe alguém daí me lê? Beijos

Léo the cat disse...

Vou pedir prá Papai do céu mandar uma família bem amorosa prá esse frajolinha igual a mim.
E vou visitar mais vezes o blog de vocês!
Miguel, mamãe ficou babando nas suas fotos. Eu fiquei só com um pouquinho de ciúme. Ela disse que a padronagem da mancha nas nossas carinhas é parecida.
Eu ainda sou um bebê mas espero continuar lindão quando virar criança igual você.


Miau do Léo

Elaine disse...

Olá!
Ana, que triste!
E pensar que tem gente capaz de bater e machucar um neném assim.
Tomara que ele consiga uma família.
Beijos.

Nana disse...

Oi querida:
Tem selinho para vc lá no blog!!
Bjs